Top 20 Artistas Marciais do Cinema

Top 20 Artistas Marciais do Cinema

Artistas Marciais do Cinema pode até parecer um termo vago. Mas, se levarmos em conta que temos grandes artistas que mudaram o cinema de alguma forma, esta lista vai servir como um guia para os aficionados deste subgênero dos filmes de ação.

Os critérios da lista dos Top 20 Artistas Marciais do Cinema

A ordem dos critérios para a lista são: Contribuição para o subgênero de Artes Marciais nos filmes de ação, pioneirismo/criação de novos status quo, o sucesso ao redor do mundo, filmografia, nível de combate/coreografias/atuação e por fim, torneios reais de artes marciais. Por não ser uma lista de quem luta melhor, a lista vai ser um ótimo guia para você leitor, se informar de muita coisa sobre este incrível subgênero dos filmes de ação. Vamos à lista:

20 – Steven Seagal

Polêmico, e muitas vezes controverso, Steven Seagal ficou famoso no fim dos anos 80 com o filme Nico: Acima da Lei e se tornou uma das estrelas da Era-Kickboxing. Embora seu estilo de artes marciais, o Aikido, fosse diferente dos espalhafatosos socos e chutes da época, Seagal protagonizou ótimos filmes de ação e ganhou a alcunha de “invencível“, já que seus personagens não se feriam ou tomavam um soco sequer. Filmes recomendados: Nico: Acima da Lei, Marcado para a Morte e Força em Alerta.

19 – Yuen Biao

Um dos “Três Irmãos” (Os três estão aqui na lista, continuem lendo), Yuen Biao ficou muito famoso fazendo filmes junto à Jackie Chan em seu auge e também, protagonizando ótimos filmes de Kung Fu Clássico na era pós-Shaw Bros. Com um atletismo fora do comum, com posturas firmes e bem definidas, Yuen Biao mostrou durante os anos 80 que nem sempre, os protagonistas são os melhores lutadores dos filmes. Filmes recomendados: O Filho Pródigo, Detonando em Barcelona e Dreadnought.

18 – Shô Kosugi

Shonichi Kosugi ou Shô Kosugi como é conhecido, foi escalado para viver o antagonista do primeiro filme de Ninjas da Cannon Group, Ninja: A Máquina Assassina de 1980. A partir daí, Kosugi estourou não só como a visão ocidental de um Ninja japonês, como também foi a cara principal da Ninja-Mania. Shô é ator, diretor, roteirista, mestre de Karatê, Kendo, Judô, Iaidô, Tae Kwon Do e participou ativamente na produção dos três filmes da Trilogia Ninja (Ninja: A Máquina Assassina, A vingança do Ninja e Ninja 3: A Dominação), auxiliando desde as coreografias ao enredo. Vale lembrar, que a Trilogia Ninja basicamente foi o estouro dos ninjas na cultura Pop americana e consequentemente, no mundo, começando o movimento cultural conhecido como NinjaMania. Filmes Recomendados: A Trilogia Ninja, A Sombra de um Ninja, Contato Mortal e Ninja Assassino.

17 – Iko Uwais

O Indonésio Iko Uwais começou sua carreira nos filmes de artes marciais em sua Terra. Logo, após demonstrar não só habilidades absurdas nas artes marciais como também ótima atuação, participou no filme divisor de águas da última década no subgênero dos filmes de artes marciais: Operação Invasão. A partir daí, Iko não parou mais de fazer filmes que combinavam artes marciais, drama policial e violência extrema e é hoje, tido como uma das grandes estrelas da atualidade nos filmes de artes marciais. Filmes Recomendados: Operação Invasão 1 e 2, Ameaça Tripla e A Noite nos Persegue.

16 – Toshiro Mifune

Se Akira Kurosawa é o grande diretor dos filmes de Samurai, o seu samurai do século 20 era o grande ator Toshiro Mifune. Hoje em dia, é impossível não associar não só o ator, como seus personagens, à figura cinematográfica de um samurai. Passando da ação ao drama, Mifune demonstrou expertise total no manejo da espada para o cinema (conhecido como Chambara, no Japão), como emocionou plateias ao redor do mundo com suas atuações. Simplesmente, o samurai primordial do cinema. Filmes Recomendados: Rashomon, Os Sete Samurais, Yojimbo e Sanjuro.

15 – Lau Kar-Leung

Embora tenha atuado em muitos filmes (a maioria como um vilão), a contribuição para o cinema das artes marciais de Lau Kar-Leung, é gigantesca e eterna. Foi nos bastidores que o maior trabalho de Leung agiu. Após sua entrada como coreógrafo e roteirista na Shaw Bros, todos os filmes onde ele tinha algum tipo de ação se tornaram clássicos iminentes, influenciando diretores como Quentin Tarantino e colocando os filmes de Kung Fu, como entretenimento de qualidade no ocidente. Lau Kar-Leung é uma lenda do Hung Gar, estilo de Kung Fu Tradicional que pavimentou a grande maioria das produções da Shaw nos anos 70 e começo dos anos 80. Uma Lenda subestimada das artes marciais. Filmes Recomendados: Mad Monkey Kung Fu, Retorno a Câmara 36 de Shaolin, Armas Lendárias da China.

14 – Sonny Chiba

Sonny Chiba é um dos maiores atores do Japão e assim como o estúdio Shaw Bros em Hong Kong, foi um dos percursores do sucesso dos filmes de artes marciais asiáticos no Ocidente. Um mestre em várias artes marciais, atuou em mais de 200 produções e mudou o status quo das artes marciais para a TV e cinema no Japão. Foi o fundador do JAC (Japanese Action Club), lugar que foi o berço de grandes atores das artes marciais como Hiroyuki Sanada, Kenji Oba e Hiroshi Watari. Além de tudo, sua contribuição para a cultura pop é sentida até hoje, através de diretores que se inspiraram em seus filmes, como novamente, Quentin Tarantino. Filmes Recomendados: Trilogia The Street Fighter, A Conspiração do Clã Yagyu, Combate Mortal, G. I. Samurai e Gekitotsu.

13 – Chuck Norris

Chuck Norris, o “indestrutível“, é faixa preta em Tang Soo Do, Judô e Jiu-Jitsu Brasileiro. Começou a se tornar um artista marcial enquanto servia na Força Aérea dos Estados Unidos durante a Guerra da Coreia. Ao retornar para os Estados Unidos, foi várias vezes campeão de Karatê (Antigamente para os Americanos, qualquer coisa era Karatê, antes de meados dos anos 70) e foi um dos responsáveis pelos americanos entenderem melhor as diferenças de estilos de combate e artes marciais. Em 1969 ganhou a Coroa Tripla de Karatê, atribuída por ter o maior número de torneios vencidos do ano. A revista Black Belt, que cobre artes marciais e desportos de combate, atribuiu a Norris os prêmios de ‘Lutador do Ano’ em 1968, ‘Instrutor do Ano’ em 1975, ‘Homem do Ano’ em 1977 e ‘Fighting Stars Editor’s Award’ em 1979. Fora isso, Chuck também foi aluno por um curto período de Bruce Lee e atuaram juntos no filme “O Voo do Dragão“. Porém, de meados dos anos 70 até o começo dos anos 90, Chuck se tornou um dos atores da geração “brucutu” de filmes de ação, sempre mesclando cenários de guerra/terrorismo com artes marciais, sendo um dos atores principais das produções da Cannon Group. Filmes Recomendados: O Voo do Dragão, Comboio, Trilogia Bradock e Comando Delta.

12 – Gordon Liu

Artistas Marciais do Cinema

Se Lau Kar-Leung foi o homem por trás das câmeras do sucesso dos filmes da Shaw Bros nos anos 70/80, Gordon Liu era o ator que dava cara aos protagonistas. Um excelente artista marcial, Gordon Liu mudou os rumos da atuação do estilo carrancudo e caricato que permeavam estas produções, para algo mais natural e humano. Não só suas incríveis habilidades no Hung Gar, mas também como sua desenvoltura e criatividade no desenvolvimento das coreografias junto a Lau Kar-Leung, Gordon Liu se tornou um ícone da cultura pop asiática e americana na segunda metade dos anos 70. Filmes Recomendados: Trilogia da Câmara 36 de Shaolin, Heróis do Leste, Kill Bill, O Lutador Invencível e o Clã da Lótus Branca.

11 – Mark Dacascos

De nossa lista, provavelmente Mark Dacascos seja o lutador mais versátil tanto quanto atuando, quanto em conhecimento de artes marciais. Em seus primeiros papéis, ele foi apenas coadjuvante ou vilão em algumas produções pequenas. Porém, quando descoberto, se tornou um sopro a mais de vida para a Era-Kickboxer (1988-1996). Dacascos, assim que teve seus primeiros papéis, elevou totalmente o nível das coreografias da época que já estavam ficando obsoletas, onde muitas vezes os filmes tinham lampejos dos filmes de ação de Hong Kong dos anos 80. Além de tudo, Dacascos conhece uma gama gigantesca de artes marciais, além de ser um ótimo ator dramaticamente falando. Seu filme que fez mais sucesso, é Only The Strong (Esporte Sangrento, no Brasil), filme que o trazia lutando capoeira (O que na época, deu um boom dessa arte marcial no mundo todo). Além disso, Mark é campeão de Karatê e Kung Fu, tendo ganho vários títulos nestas modalidades. Filmes Recomendados: Drive, O Combate: Lágrimas do Guerreiro, Esporte Sangrento, Sabotagem e recentemente, em John Wick 3.

10 – Michelle Yeoh

Artistas Marciais do Cinema

A atriz que começou o movimento Girls With Guns junto à Cynthia Rothrock! Nascida na Malásia, a atriz, bailarina e artista marcial viveu grandes protagonistas no cinema de Hong Kong, sendo uma das protagonistas de “Yes Madam!/Justiça em Dose Dupla” de 1985. Michelle, além de atuar em alto nível, realizava suas próprias cenas de ação e usava dublês em poucas situações, como os famosos “Hijacks” (pular de um carro ao outro em movimento). Além de uma beleza fenomenal (a atriz já foi Miss Malásia), Michelle tem uma ótima carga dramática em suas cenas e luta incrivelmente bem. E saibam, no cinema de Hong Kong, você TÊM que saber lutar para atingir o resultado que os diretores querem. Michelle fez muitos filmes, já atuou ao lado de Jackie ChanJet LiDonnie Yen e já foi inclusive, Bond Girl em 007: O Amanhã Nunca morre. Michelle é muito lembrada por seu papel em O Tigre e o Dragão, como Yu Shu Lien. Filmes Recomendados: Justiça em Dose Dupla, Royal Warriors, Magnificent Warriors, O Tigre e o Dragão e Tudo Em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo.

09 – Scott Adkins

O melhor ator de artes marciais da atualidade. Desde 2001 trabalhando com filmes de artes marciais, já trabalhou com grandes nomes do ramo como Jackie ChanJet LiJean Claude Van Damme e diretores consagrados como Corey YuenYuen-Woo-Ping (Coreógrafo de Matrix), Samo Hung e outros. Isto lhe rendeu experiência em coreografias de artes marciais mais realistas e no estilo de ação explosivo do cinema de Hong Kong. Com o seu papel de Yuri Boyka nos filmes O Lutador/Imbatível 3: Redenção, Scott Adkins abriu as portas para produções maiores. Vivendo o ninja Casey em Ninja e Ninja 2: A Vingança, Scott colocou novamente o subgênero de artes marciais no radar do cinema. Com uma extensa filmografia, Scott Adkins é hoje, o que foi Jean-Claude Van Damme em seu auge no cinema. Obviamente, com grandes diferenças, já que hoje o mundo é globalizado e temos muito mais acesso a informações diversas para comparação, fora que o glamour dos filmes de artes marciais hoje em dia, é muito menor. Recentemente, começou o maravilhoso podcast “ART OF ACTION” no youtube, que para quem sabe inglês, Scott conversa com todos os grandes e pequenos atores dos filmes de artes marciais dos anos 70/80/90/2000. Ótima contribuição pro subgênero. Filmes Recomendados: Ninja, Ninja 2: A Vingança, O Lutador, Imbatível 3: Redenção, Ameaça Tripla, Ip Man 4 e The Accident Man.

08 – Donnie Yen

Donnie Yen é um homem injustiçado pela cultura pop. Ator em atividade há mais de quarenta anos, possuiu uma imensa experiência não só em cinema, como também nas artes marciais. Ficou famoso no ocidente tarde demais e por isso, não está mais acima na lista. Donnie é um versátil ator, um monstro nas artes marciais e foi o primeiro ator, a mesclar o MMA junto à outras modalidades em artes marciais em filmes de Hong Kong. Após o filme Flash Point, Donnie Yen elevou novamente as produções de Hong Kong (que estavam paradas no tempo) trazendo lampejos das melhores épocas de ação ao estilo do lendário cineasta John Woo. Donnie é conhecido também, por viver muitas figuras históricas ou, da mitologia chinesa em seus filmes, mostrando um apego e respeito gigantesco à suas tradições. Donnie continua em atividade até hoje como ator, diretor e coreógrafo, e vai estrelar em John Wick 4 em 2023. Donnie Yen é geralmente lembrado por outras figuras do cinema de artes marciais, como um dos homens que tem a técnica de luta mais afiada se utilizada em um combate real. Filmes Recomendados: Quadrilogia Ip Man, Flash Point, Era uma Vez na China 2, Kill Zone, Dragon Tiger Gate, The Lost Bladesman, Star Wars: Rogue One e In The Line Of Duty 4.

07 – Sammo Hung

Artistas Marciais do Cinema

O Mais velho dos “Três Irmãos“, Sammo Hung é uma lenda entre os homens. Dono de um Kung Fu maravilhoso, foi o primeiro a mostrar que peso, não é diferença na hora de lutar. Com uma alta dose de humor em suas lutas e atuações, Sammo Hung impressionou plateias ao redor do mundo com seu alto nível de conhecimento em artes marciais. Dirigiu grande parte dos filmes dos anos 80 de Jackie Chan, trazendo um a famosa mescla de ação/comédia que permeou os filmes do astro nos anos 80. Além de tudo, como coreógrafo e diretor, trouxe um novo nível de uso de dublês, onde iniciou vários novos truques para complementar a ação dos filmes. Se hoje temos um Jackie Chan de Sucesso, Sammo Hung é parte importante disso. Filmes Recomendados: Operação Dragão Gordo, Combate Sem Fim, Detonando em Barcelona, Dragões Para Sempre, Estrelas do Kung Fu, Ip Man 2 e Confronto Arriscado.

06 – Jet Li

Se tem um ator que quebrou barreiras, este é Jet Li. Li é multi-campeão de “Wushu” e é considerado pela República da China, como “Tesouro Nacional“. Começou muito novo no mundo da atuação e foi o símbolo percursor do famosíssimo “Wire Fu” (É o Kung Fu com cabos, mas não tão absurdo como nos WuXias). Seus filmes chineses fizeram um estrondoso sucesso ao redor do mundo, onde atuou representando dois grandes heróis do folclore chinês: Wong Fei Hung e Fong Sai Yuk. Além disso, a trilogia “Templo de Shaolin” de Jet Li é referência até hoje quando falamos no famoso templo chinês. Teve uma carreira sólida no ocidente a partir do fim dos anos 90, fazendo filmes excelentes e impressionando à todos com sua velocidade e precisão. Ao lado de Donnie Yen e Jackie Chan, é com certeza um dos atores asiáticos mais famosos do mundo. Filmes Recomendados: A Saga de Um Herói 1 e 2, A Quadrilogia Era Uma Vez Na China, Lutar ou Morrer, O Protetor, O Beijo do Dragão, Romeu Tem Que Morrer, Herói, O Mestre das Armas e Cão de Briga.

05 – Cynthia Rothrock

Artistas Marciais do Cinema

A atriz de artes marciais mais famosa de todos os tempos. Conhecida por muitos como “Lady Dragon“, a americana Cynthia Rothrock têm o cinema e as artes marciais como seu modo de vida. Além de dividir o protagonismo de “Justiça em Dose Dupla” com Michelle Yeoh e ter dado o start necessário para que o subgênero Girls With Guns ganhasse vida, Cynthia fez muitos outros bons filmes em Hong Kong antes de finalmente ganhar seu espaço entre as estrelas dos filmes de artes marciais no Ocidente. Cynthia atualmente dedica sua vida à dar aulas e faz constantemente workshops sobre artes marciais. Para saber mais detalhes sobre a vida de Cynthia, clique aqui e leia nossa matéria especial sobre a atriz. Filmes Recomendados: Justiça em Dose Dupla, Lady Reporter 1 e 2, Top Squad, China O´Brien 1 e 2, Righting Wrongs 1e 2, Leis Marciais e Retroceder Nunca, Render-se Jamais 2.

04 – Tony Jaa

Artistas Marciais do Cinema

Tony Jaa está em um lugar alto desta lista por um bom motivo. Quando a Era Kickboxer acabou, os filmes de artes marciais estavam em decadência total. Produções de baixo orçamento com qualidades muito mais duvidosas do que as de tipo B que tinham na época. Nem mesmo, filmes com Jackie Chan e Jet Li conseguiam carregar o sucesso, já que o ocidente ainda tinha muitas ressalvas com o cinema asiático. Com a chegada do explosivo “Ong Bak: Guerreiro Sagrado” em 2003, o cinema voltou novamente a olhar para este subgênero. A contribuição cultural de Tony Jaa é absurda. Além de ser o próprio dublê de seus filmes assim como seu ídolo Jackie Chan, as coreografias montadas por Tony Jaa, trazendo novos ângulos de câmera e violência visceral nas cenas, moldaram um novo caminho para as artes marciais no cinema, que foram replicadas totalmente ao redor do mundo. Se hoje temos filmes viscerais como John Wick e Operação Invasão, essa era começou com Ong Bak. Vale lembrar, que até o momento dessa postagem, o estilo dos filmes de ação ainda são variantes do que foi aplicado em Ong Bak, sendo a era do subgênero de artes marciais mais longeva do cinema. Filmes Recomendados: Trilogia Ong Bak, O Protetor 1 e 2, e Ameaça Tripla.

03 – Jackie Chan

Artistas Marciais do Cinema

Jackie Chan dispensa comentários. O irmão do meio dos “Três Irmãos“, mostrou ao mundo que filmes de ação e porradaria, podem te arrancar umas boas risadas. Além disso, impressionou o mundo sendo o seu próprio dublê, criando não só situações perigosas para si, mas também coreografias de combate que se tornaram antológicas no cinema. Além de tudo, sempre foi um ator que se desafiava, trazendo novas ideias, até chegar o ponto de utilizar o ambiente inteiro que estava em suas coreografias. Unindo sua alta veia artística com ótimos diretores, explodiu no sudeste asiático nos anos 80 (Onde estão seus melhores filmes) e, no final dos anos 90, ficou famosos no ocidente com seu filme “Detonando em Nova York“. A Partir daí, o ocidente se rendeu a um dos mais talentosos artistas marciais de todos os tempos, trazendo sucesso atrás de sucesso nos cinemas. Jackie trabalhou em centenas de produções e é mestre não só de Kung Fu, mas como também de HapKido. Com certeza, é um dos mais influentes artistas marciais dos últimos 30 anos. Filmes Recomendados: O Jovem Mestre do Kung Fu, Mestre Invencível 1 e 2, Detonando em Barcelona, Mr. Nice Guy, Quem Sou Eu?, Detonando em Nova York, Trilogia A Hora do Rush, Armadura de Deus e Operação Condor.

02 – Jean-Claude Van Damme

Artistas Marciais do Cinema

Após o fenômeno que foi Bruce Lee, nenhum outro ator replicou o sucesso absurdo de Jean-Claude Van Damme. O sucesso “O Grande Dragão Branco“, foi o início do período conhecido como Era-Kickboxer e Van Damme, foi o seu maior astro. Van Damme estava em todo lugar! Seus filmes no cinema eram todos grandes sucessos na época, sendo comentados à exaustão não só pelos veículos especializados, como nos canais de TV aberta. Se tornou o ator mais bem pago de Hollywood nos anos 90 e um símbolo para uma geração de aspirantes à artistas marciais com seus incríveis golpes e físico (eu incluso nessa!). O sucesso de Van Damme foi tão grande, que cópias dele e de seu estilo, saíam pelas paredes em várias produções tipo B de filmes de “Kickboxing“, fazendo a Era-Kickboxer ser ainda mais produtiva que a longeva “Ninjamania“. Van Damme era um ídolo tão grande deste movimento, que quando ele decaiu em sua carreira por motivos de excessos com drogas, mulheres e outros problemas, a própria “Era-Kickboxer” acabou junto. O trauma da queda da era e de seu maior ídolo, foi sentido até o momento que “Ong Bak” de Tony Jaa, mudou o jogo novamente. Filmes Recomendados: Retroceder Nunca, Render-se Jamais, O Grande Dragão Branco, Soldado Universal, Kickboxer: O Desafio do Dragão, Duplo Impacto e Leão Branco, o Lutador sem Lei.

01 – Bruce Lee

Artistas Marciais do Cinema

Até a chegada de Bruce Lee, o maior artista marcial do cinema, os filmes de artes marciais se limitavam somente ao sudeste asiático e eram desconhecidos para o grande público do ocidente. Bruce desenvolveu o Jet Kune Do, uma arte marcial que trazia o máximo de sua musculatura, força e agilidade e se baseava em atingir seus oponentes, antes de eles pensarem em atacar. Mas o que o faz estar em primeiro lugar entre os 20 Maiores Artistas Marciais do Cinema? É simples! Tudo o que conhecemos hoje de artes marciais no cinema, desde coreografias, jogo de câmera, expressão e vários outros clichês, começou com seus filmes. O próprio cinema de Hong Kong e estúdios como a Shaw Bros ou a Golden Harvest, foram outros após o sucesso absurdo de Bruce Lee. Com sua morte precoce, 4 filmes completos lançados e outros inacabados, Bruce Lee estabeleceu um padrão para os filmes de artes marciais que até o presente momento, não foi quebrado. Ou melhor, nunca será quebrado. Fora todas as lendas que acercam a carreira e vida pessoal do astro, toda a contribuição que Bruce Lee trouxe para cultura pop em geral, se tornam muito maiores do que outros nomes atuais e cultuados do cinema (Mas isso é papo para outra postagem…). Bruce Lee é um símbolo que andou, para todo o cinema de artes marciais correr. Filmes Recomendados: TUDO QUE ESSE HOMEM LANÇOU É RECOMENDADO!

Considerações finais

Espero que tenham entendido o intuito da lista. Obviamente, ela é oriunda de uma pesquisa e conhecimento pessoal que tenho sobre artes marciais no cinema e com certeza, um ou outro grande artista marcial não esteja na lista. Eu gostaria de saber a sua opinião! Quais são os seus 20 Maiores Artistas Marciais do Cinema?

Fui

Léo Palmieri

Léo Palmieri

Pai, marido, nerd. Fã do Surfista Prateado e do Superman, juntou uma equipe de super-pessoas para trabalhar no projeto Crossover NERD com o intuito de divulgar o belíssimo mundo geek!

Um comentário em “Top 20 Artistas Marciais do Cinema

  1. Excelente lista. Só quero saber como eu vou arrumar tanto tempo para ver todos os filmes.
    Você que entende do riscado. Sabe por onde anda a Jeeja Yanin, aquela menina que fez Chocolate? Acho ela legal, mas deu uma sumida.

    Senti falta do Bolo Yeung.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *