fbpx

Liga da Justiça: Origem – Review

Liga da Justiça: Origem é a versão mais atual da origem da Liga na Justiça nos quadrinhos, após os eventos do reboot causado pelo evento Flashpoint (Ponto de Ignição) em 2011. Neste review falaremos sobre o encadernado da Panini, relançado em 2015.

Os desenhos magníficos de Jim Lee

A 5 anos atrás…

Se passando durante os primeiros dias do polêmico período das publicações dos Novos 52, esta publicação volta 5 anos no tempo e mostra como os heróis da Liga da Justiça, se uniram pela primeira vez contra um inimigo em comum. Os heróis, são atuantes a pouco tempo e são completamente temidos ou causam estranheza na população.

Batman sendo caçado pela polícia de Gotham

O Superman ainda é temido como uma ameaça alienígena e o governo americano não confia nele. Batman é tratado pela população de Gotham City como uma lenda urbana e está em início de carreira. O Lanterna Verde é um herói egocêntrico e age protegendo nosso setor de ameaças alienígenas. O Flash, geralmente age em sua cidade, mesmo já tendo feito poucas parcerias com outros heróis. A Mulher-Maravilha, recém vinda da ilha de Temiscyra, ainda estava se acostumando ao mundo fora de sua ilha. Aquaman ainda estava em impasse quanto a Atlântida. Quanto ao garoto Victor Stone, mais conhecido como o Cyborg, você descobre sua história durante a leitura.

A União contra um inimigo em comum

Liga da Justiça: Origem além de trazer o arco completo da origem da Liga da Justiça após o reboot, vem com mais outra história, que além de mostrar o resultado da união dos heróis, ajuda a contextualizar um pouco sobre o que ocorre em uma saga futura, a Guerra da Trindade.

Antes da união, brigar é bom…

Liga da Justiça: Origem começa com um ataque alienígena organizado de Apokolips, o planeta ardente regido pelo tirano Darkseid. A primeira parte deste encadernado se foca nos heróis surgindo um a um, investigando os ataques que começaram de forma pouco intensa pelos soldados de Apokolips, os Parademônios. Além disto, há a introdução do equipamento conhecido como Caixa-Materna, que são usados para criar os portais para que o exércido de Darkseid invada a Terra.

O planeta ardente Apokolips

Em um primeiro momento, os heróis obviamente não conseguem trabalhar sozinhos. Afinal, já estão trabalhando a algum tempo sozinhos. Muitas trocas de farpas (e alguns socos!) depois, a invasão propriamente dita se inicia e Darkseid em pessoa, vêm para liderar seu exército no ataque a Terra. E aí meus amigos, o bicho pega!

Liga da Justiça: Origem
O Melhor jeito de se conhecer, é trocando socos!

A partir desta breve introdução (acreditem, foi uma introdução sem spoilers e bem breve), a ação é desvairada até o seu ápice. Ou nossos heróis trabalham juntos, ou a Terra perecerá. Será possível pessoas tão diferentes entre si conseguirem deixar as diferenças de lado para um bem comum?

Liga da Justiça: Origem

Liga da Justiça: Origem vale a pena?

Embora não seja das melhores histórias roteirizadas por Geoff Johns e nem desenhadas por Jim Lee, Liga da Justiça: Origem é honesta com o que se propõe a fazer. É uma história de fácil leitura, sem muita enrolacão e que ajuda os leitores de 2011 para cá terem acesso a uma nova versão da origem da Liga da Justiça. É claro que o período de novos 52 não durou muito tempo e o evento Rebirth veio para tentar acerta a bagunça 5 anos depois. Porém, até o presente momento, esta é a origem oficial da Liga da Justiça nos quadrinhos. Este arco também, ganhou uma adaptação para animação chamada Liga da Justiça: Guerra.

Liga da Justiça: Guerra, adaptação da Origem em animação

Espero que este humilde review lhes dê vontade de ler o quadrinho. Caso queira adquirir este encadernado de 364 páginas, clique aqui para comprar com desconto no site da Amazon.

Incrível relançamento deste encadernado, com capa especial.

Obrigado pela atenção, e até mais!

Avatar

Léo Palmieri

Pai, marido, nerd. Fã do Surfista Prateado e do Superman, juntou uma equipe de super-pessoas para trabalhar no projeto Crossover NERD com o intuito de divulgar o belíssimo mundo geek!

%d blogueiros gostam disto: