fbpx

Aves de Rapina – Crítica sem Spoilers

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa estreou na última quinta feira e devo dizer: Que surpresa agradável! Faremos aqui um review SEM SPOILERS para vocês, naquele modo de perguntas e respostas para ficar mais fácil. Vamos lá?

Aves de Rapina é um Esquadrão Suicida 2.0?

Não! Definitivamente não. Embora o filme se passe um tempo depois dos eventos de Esquadrão Suicida, Aves de Rapina é de longe muito melhor roteirizado e produzido. O mais engraçado, é que existe no filme referências hilárias sobre Esquadrão Suicida que além de tudo, ajudam a tornar a experiência super cartunesca.

O filme é alguma adaptação de algum arco dos Quadrinhos?

Não! O roteiro é totalmente novo, embora tenha influências de quadrinhos como Arlequina: Se Jogando na Cidade e outros da personagem, não segue um arco ou história conhecida do público. Aliás, tudo no filme é uma adaptação, mas que foi muito melhor coordenada para funcionar de forma muito mais simples e descomplicada.

Caçadora, Cassandra Cain, Montoya e Canário Negro estão muito descaracterizadas?

Aqui está exatamente, onde o filme dividiu opiniões durante toda sua produção e período de marketing. Há no filme um ótimo desenvolvimento da Arlequina como um todo, que de fato é a personagem principal do filme. Tudo é contado segundo sua visão, onde ela narra o filme todo. Uma coisa muito importante: Não foi forçado momento algum seu aspecto Anti-Herói que andam empurrando por aí. Aqui está a Arlequina ainda em sua forma vilanesca, mesmo sendo sua forma mais cartunesca até agora. Ela lembra muito a sua versão do atual no seriado do serviço de Streaming da DC, Harley Quinn. Margot Robbie entregou uma atuação de primeira. É impossível no atual momento, desvencilhar a atriz da personagem.

Aves de Rapina
O Insano seriado da Harley Quinn, no serviço de Streaming da DC.

A Canário Negro é a segunda melhor personagem trabalhada no filme e vou falar, ela luta muito bem! Ela pode não ser como a Dinah Lance dos quadrinhos na aparência e história, mas para este universo, suas origens e motivações são extremamente válidas e estes são os únicos itens que mostraram “descaracterização“. No mais, é a Canário que conhecemos.

Helena Bertinelli, a Caçadora, teve um desenvolvimento menor que as personagens acima, mas teve sua personalidade e “Modus Operandi” originais dos quadrinhos adaptado de forma muito respeitosa. Além de lutar muito bem no filme, tem uma personalidade muito agradável. Quero ver mais desta personagem nos cinemas!

Renee Montoya é minha personagem predileta no filme. É claro que a Arlequina do filme é bacana, mas Renee Montoya é um tipo de mulher que hoje em dia é raro no cinema de filmes de ação: A policial Badass. A atriz Rosie Perez atuou de forma exuberante, fazendo o tiozão de 39 anos aqui se lembrar de personagens policiais femininas dos anos 80, como Katy Mahoney, do saudoso seriado “Dama de Ouro“.

Aves de Rapina

Agora… Cassandra Cain. De fato, a única personagem descaracterizada por completo no filme, é Cassandra Cain. Muito diferente da filha de Lady Shiva com o assassino Cain e que veio a ser a segunda Batgirl, aqui vemos uma garota orfã que pula de lar em lar e é uma excelente batedora de carteiras. Porém, demonstra uma personalidade bacana para o andamento do filme e até o fim da exibição, vocês gostarão dela.

Aves de Rapina

E os vilões de Aves de Rapina? Prestam?

Ewan “Obi Wan Kenobi” McGregor interpreta Roman Sionis, o Máscara Negra. A interpretação do vilão ficou incrível e extremamente vilanesca. A personalidade randômica do Máscara Negra foi adaptada no filme e trás momentos tensos e hilários ao mesmo tempo. Você percebe que houve muita vontade na interpretação do personagem.

Aves de Rapina

O filme conta também com outro grande vilão, Victor Zsasz. Aqui ele é só um capanga, mas que mantém sua loucura em causar dor nas pessoas e com suas famosas marcas no corpo que significam suas vítimas. O Ator Chris Messina foi muito convincente no papel, com ótimos momentos ao lado do Máscara Negra.

Aves de Rapina

A ação, efeitos especiais e comédia do filme prestam?

Na minha opinião, o filme trouxe bons efeitos especiais, onde tudo era feito para elucidar como as coisas acontecem na cabeça doida da Arlequina. Tudo acontece no filme em ritmo constante e insano, muito semelhante ao que ocorreu em Deadpool.

A ação do filme é frenética! Tudo foi pensado para causar impacto. Lembrem-se sempre, tudo o que vocês vêem no filme, é representado via a visão da Arlequina, e não houve economia em “Tiro, porrada e bomba“. As cenas de luta corpo a corpo são muito bem trabalhadas, sem o se utilizar do preguiçoso e odioso recurso da “camera tremendo“. As garotas lutam de verdade! Em destaque, a Caçadora e a Arlequina dão um show nas coreografias mais exageradas. A Canário Negro luta muito bem, e seus movimentos são muito mais normais e críveis do que as outras.

Aves de Rapina

Os momentos de comédia do filme são hilários mas não são exagerados, ficando totalmente na medida, assim como foi em filmes como Shazam e Aquaman.

E cadê o Batman?

Você não vê o Batman no filme. ELE vê você…

E as polêmicas? Há lacração demais no filme?

NEGATIVO! NADA! ZERO! Isso mesmo! O filme possui Zero lacração! O filme mostra mulheres que deixam um período muito ruim de suas vidas para trás. Fica difícil explicar sem spoilers, porém Aves de Rapina é mais um filme que foi vítima de ideologias, preconceito velado e de uma mídia extremamente desonesta. Assim como o filme do Coringa teve suposições de que seria um “gatilho de comportamentos facistas“, Aves de Rapina teve acusações de que seria uma “Ode ao Feminismo” ou um “festival homosexual” por causa da suposta relação entre Victor Zsasz e Máscara Negra. Nada disso acontece no filme.

Aves de Rapina

Eu mesmo estava esperando este tipo de coisa, pois fui com uma cabeça muito influenciada pela mídia e este monte de grupos ideológicos que permeia a internet hoje em dia. Nada melhor do que ir assistir ao filme e tirar suas próprias conclusões. Queimei minha língua totalmente!

Fica difícil tentar falar sem dar spoilers, mas garanto que este tipo de empoderamento feminino que vimos no filme, é muito gratificante. São mulheres que no final das contas, apenas dão a volta por cima sem nada de “Fé nas Maluca” ou berrando “Machos-escrotos” por aí. Aqui, são mostrados problemas reais das mulheres, como abusos e preconceito e como elas lidam com isso. Tudo, de forma coerente com o roteiro, com os acontecimentos do cotidiano das mulheres na vida real e sem ficar forçando ideologias e bandeiras.

Aves de Rapina

Aves de Rapina vale a pena então?

Sim, vale! É a DC tentando voltar ao jogo e claramente, com uma visão diferente do começo. O filme foi muito bem produzido, diverte, tem tudo que grandes blockbusters tem. Ao mesmo tempo, é bem coerente com a mensagem que quer passar. Aliás, vejo subentendido uma mensagem de força para as mulheres que passam pelos problemas apontados no filme. Embora tudo seja cartunesco, explosivo e insano, o filme também se mostra descompromissado em levar um universo compartilhado sozinho. Mas provavelmente, veremos muito mais deste grupo nos cinemas!

Apenas vão aos cinemas e assistam. É diversão garantida!

Aves de Rapina

Espero que tenham gostado deste humilde review! Obrigado pela atenção e até mais!

Avatar

Léo Palmieri

Pai, marido, nerd. Fã do Surfista Prateado e do Superman, juntou uma equipe de super-pessoas para trabalhar no projeto Crossover NERD com o intuito de divulgar o belíssimo mundo geek!

%d blogueiros gostam disto: