Tenet: Não tente entender, apenas sinta.

Tenet: Não tente entender, apenas sinta.

Do mesmo diretor de ‘’A Origem’’, trilogia de “Batman, O Cavaleiro das Trevas’’ e muitos outros filmes que deixam nossa cabeça em total tela azul, Christopher Nolan surge mais uma vez nas telas do cinema, agora com ‘’Tenet’’, seu mais novo filme de ficção científica que chegou a 7,8 no IMDB e 71% no Rotten Tomatoes.

O que ocorre em Tenet

Um agente da CIA, conhecido no filme como O Protagonista (John David Washington), é recrutado por uma organização chamada Tenet, para participar de uma missão de escala global. Eles precisam impedir que um homem chamado Andrei Sator (Kenneth Branagh), um oligarca russo que conhece formas de comunicação com o futuro, inicie uma Terceira Guerra Mundial.

Não é de hoje que sabemos que filmes do Christopher Nolan não são filmes do Christopher Nolan se não bugarem nossas cabeças e dessa vez não foi diferente. Em minha singela opinião, sem sombra de dúvidas, Tenet é o filme mais confuso do diretor, ganhando, por exemplo, de A Origem e Amnésia.

Washington e Nolan durante as filmagens

Ok, confuso ele é, mas também é um bom filme? Definitivamente não é um dos meus favoritos, mas sim, eu considero Tenet um bom filme. É aquele tipo que é necessário assistir mais de uma vez pra tentar no mínimo, compreender um pouco melhor as coisas (talvez você que assistiu nos cinemas deve ter saído batendo o pé, dizendo que não entendeu nada, o que é totalmente compreensível). Christopher Nolan nos envolve em um filme com ótimas cenas de ação, repleto de ótimos efeitos especiais, jogo de cores inteligentes que alternam principalmente entre vermelho e azul, representando visualmente o conflito existente ali, e com um roteiro esperto, que nos avisa logo de cara: não tende entender, apenas sinta.

Nolan e o incrível elenco de Tenet

A forma como o diretor usa os conceitos de física e química são sem dúvidas as partes mais complexas (sim, Nolan, percebemos que você gosta de brincar com o conceito de tempo) deixando as coisas cada vez mais confusas no decorrer do filme, o que acaba nos afastando emocionalmente da trama e nos fazendo apenas querer focar na explicação de Nolan, ao meu ver isso acaba sendo um ponto negativo. Mas, como o conhecido de outras obras, pelo final tudo vai começando a se ajeitar… ou no caso de Tenet quase isso.

Como em todos os reviews, não podia deixar de falar também das ótimas atuações que esse filme carrega. John David Washington, que fez um ótimo trabalho em ‘’Infiltrado na Klan’’  e Robert Pattinson que está crescendo cada vez mais e saindo da sombra do vampiro que brilha no sol, formaram uma ótima dupla, com personagens carismáticos, elegantes (Nolan adora colocar ternos belíssimos nos personagens) e que nos envolvem ainda mais na trama (eu chuto que talvez há uma possível indicação ao Oscar vindo aí).

Pattinson e John David Washington

Para fechar, Tenet então é um ambicioso, original e interessante, mas que com toda certeza eu terei que ver novamente. É um filme que antes de ser lançado, estava na esperança de ser o melhor do ano, não estou totalmente feliz com o resultado, porém também não estou triste.

Nota: 4,0/5,0 ou 8,0/10.

E você, assistiu Tenet? Gostou do filme? Deixe nos comentários sua opinião sobre esta obra!

Ana Maria Bortuluzzo

Ana Maria Bortuluzzo

Estudante, testemunha de Parasita, fã de filmes e séries que se juntou ao Crossover nerd pra espalhar mais sua paixão pela 7° arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *