Por que Shang-Chi E a Lenda Dos Dez Anéis é um filme importante?

Por que Shang-Chi E a Lenda Dos Dez Anéis é um filme importante?

Shang-Chi E a Lenda Dos Dez Anéis estreia dia 2 de Setembro de 2021 aqui no Brasil, trazendo para nós o incrível herói e artista marcial Shang-Chi, bem como todo a mitologia em cima deste herói. Mas, tirando todo o aspecto de ser um filme da fase 4 da Marvel e a importância para a cronologia cinematográfica, por que Shang-Chi E a Lenda Dos Dez Anéis é um filme importante?

Shang-Chi, o protagonista honrado

Shang-Chi foi um personagem criado durante o “boom” dos filmes de Kung Fu nos anos 70, após o sucesso de Bruce Lee. Todos os esteriótipos e clichês destes filmes eram representados nos quadrinhos de forma religiosa, desde os famosos duelos com mãos presas a golpes como o “Din Mak”, o toque da morte. E não era só isso! O famoso problema de xenofobia e a total vontade de alguns roteiristas/desenhistas pesquisarem sobre a cultura chinesa, também era expressada nos quadrinhos, vide as vestimentas/armas e outros detalhes utilizados nas tramas. Expliquei mais ou menos como essa descaracterização funcionava neste post aqui.

Shang-Chi

Apesar disto, Shang-Chi fez muito sucesso em seu período inicial e com certeza levou muita molecada a praticar o bom caminho das artes Marciais. Pelo o que já saiu da sinopse do filme e por alguns dos detalhes do trailer, Shang-Chi levará para frente além de sua habilidade em artes marciais, toda a sua honra e vontade de fazer justiça. É o tipo de herói que anda faltando por aí.

Elenco 98% Asiático

Pode parecer estranho escrever desta forma, mas se isto lhe incomoda, saiba que é a única forma de mostrar que isso é uma GRANDE VITÓRIA. “Ah, mas Mulan tinha 100%!”. Sim, tinha… mas não era um filme de super-heróis (que vamos ser sinceros, está muito mais na moda atualmente do que qualquer outro gênero de filmes), e Mulan era para ser um Live Action referente a sua animação dos anos 90. No fim, acabou sendo um filme de artes marciais para o público errado. No meu ponto de vista, mesmo eu tendo gostado do filme, comprometeu o resultado final com seu público-Alvo. Vale ressaltar, que temos no elenco ocidental, nomes como Ben Kingsley, por exemplo.

Grandes atores, mas além de tudo artistas marciais

O elenco de Shang-Chi E a Lenda Dos Dez Anéis além de tudo, é feito em sua grande maioria por artistas marciais e o melhor, temos aqui alguns extremamente renomados. Temos por exemplo, a incrível Michelle Yeoh, no papel de Jiang Nan. Michelle é mais conhecida por seu papel em O Tigre e o Dragão, mas antes disso, ela já tinha sido o principal nome no circuito de filmes de artes marciais em Hong Kong do famoso gênero “Girls With Guns”, além te ter sido Miss Malásia (Vamos ser sinceros, essa mulher é linda e não aparenta nem um pouco a idade que têm!). Um pouco de Michelle para vocês no vídeo Abaixo:

Outro grande nome das artes marciais no filme, é Tony Leung, que faz o Pai de Shang-Chi e nesta história, é o Mandarim de verdade. Um de seus maiores papéis foi no filme The Grandmaster, onde ele vive (o já vivido por muitos atores) Ip Man. Além de tudo, Tony fez vários filmes de Wu Xia (Gênero do filme O Tigre e o Dragão) em meados dos anos 2000, sendo Ashes of Love e Hero os mais impactantes. Segue uma cena de ação de Tony:

Shang-Chi será vivido pelo ator Simu Liu, que até então não é conhecido no ramo das artes marciais mas, se preparou muito para o filme e inclusive, compartilhou um vídeo de coisas muito bacanas como seu treinamento e um teste de cena de luta. Vejam só como o nosso Shang-Chi está se saindo:

O Filme conta também com outros atores asiáticos famosos e outros artistas marciais. Vale a pena conhecer um pouco sobre cada um deles.

Coreografias, dublês e o Martial Club

Pelos trailers lançados até agora, o filme vai seguir totalmente o estilo asiático de artes marciais. Não vai ser muito aquela parada “Close Quarters Combat” que vemos em Capitão América e o Soldado Invernal ou Viúva-Negra. Vai ser uma grande homenagem ao cinema de artes marciais em sua plenitude. Entre outros atores e lutadores do filme, recentemente foi revelado que a famosa equipe de artistas marciais do Youtube, o Martial Club, fez junto ao recém falecido ator e coreógrafo Brady Allan, as cenas de luta do filme. O Canal Martial Club foi criado pelos irmãos Andy Lee e Brian Lee, junto a seu amigo D-Mah. Estes três são conhecidos hoje na internet por vários vídeos de até 10 minutos em sua maioria, com cenas de ação/artes-marciais muito bem coreografadas e editadas. Vale lembrar que até pouco tempo, eles eram totalmente amadores e desconhecidos de Hollywood. Hoje em dia, já fizeram coreografias junto a Jackie Chan, por exemplo. O Mais curioso, é que estes três garotos, são muito novos, mas querem trazer de volta toda a glória que as artes marciais já tiveram no cinema novamente. O mais novo dos garotos, Andy Lee, é quem dá vida ao personagem “Death Dealer” no filme, o guerreiro mascarado. Segue abaixo, um pequeno “action Reel” do canal deles no Youtube:

Por todos estes detalhes, já dá pra imaginar que teremos lutas de nível altíssimo no filme.

Representatividade

É importante destacar, o quanto este filme vai representar para a comunidade asiática. Ele será um filme que não trará apenas as artes marciais, mas provavelmente a cultura e como ela está sendo vivida hoje em dia. Um filme desta magnitude, produzido pela Disney, não tendo que se basear em um antigo clássico musical e ser um produto único, vai fazer a bilheteria na Ásia bombar e agradar e muito, aos asiáticos e seus descendentes. Outra coisa muito legal do filme, é que ele vai desmistificar os filmes de artes marciais e vai mostrar um novo conceito do mesmo para os novos fãs de cinema. Todo o Plot onde Shang-Chi terá que se rebelar contra a tirania de seu pai, vai ser um épico para a nova geração.

Shang-Chi vai ter lançamento exclusivo nos cinemas

Após o processo movido por Scarlett Johansson contra à Disney/Marvel, uma vitória contra a PALHAÇADA do Premier Access foi alcançada! O filme vai vir com força total aos cinemas graças a ajuda de nossa eterna Viúva-Negra e só vai para o Disney+, 45 dias depois de seu lançamento. Vitória total para os atores também, que não vão ficar sofrendo com estas quebras de contrato por parte da poderosa Disney.

E aí? Empolgados para o filme? Coloquem aí nos comentários as suas expectativas. Espero que estes motivos que citei, lhes incentive a ir no cinema curtir este épico!

Até Mais!

Léo Palmieri

Léo Palmieri

Pai, marido, nerd. Fã do Surfista Prateado e do Superman, juntou uma equipe de super-pessoas para trabalhar no projeto Crossover NERD com o intuito de divulgar o belíssimo mundo geek!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *