Kate (2021) – Um filme de ação honesto

Kate (2021) – Um filme de ação honesto

Kate, o mais novo filme de ação na Netflix protagonizado pela atriz Mary Elizabeth Winstead, faz um ótimo “feijão-com-arroz” sem malabarismos e entrega um entretenimento totalmente honesto ao que se propõe. Leia abaixo, nosso review SEM SPOILERS do filme.

O Enredo

Kate é um filme simples. Porém, a simplicidade do filme entrega um resultado muito satisfatório e que vai garantir momentos de divertimento para qualquer fã de filmes de ação tipo Anna e Atômica, onde temos mulheres incrivelmente habilidosas na arte de matar. Embora os filmes supracitados tenha como plano de fundo a Guerra Fria, Kate tem um roteiro sem novidades mas em que nenhum momento, atrapalha a experiência.

O longa dirigido por Cedric Nicolas-Troyan (O Caçador e a Rainha do Gelo) segue a história da assassina Kate, uma garota orfã que é treinada deste a infância para se tornar uma máquina de matar. O filme mostra que a garota efetua trabalhos de assassinato auxiliada por uma corporação de seu mentor, que é vivido pelo sempre ótimo Woody Harrelson. O Enredo se desenrola a partir de um desses assassinatos cometidos por Kate, que vai escalando em graus de ação e violência até o clímax do filme. O que temos aqui, é uma assassina que vai correr contra o tempo para entender o que aconteceu de errado até aquele momento e ao mesmo tempo, em busca de vingança. O filme tem um roteiro simples mas que está bem amarrado e não deixa pontas soltas.

Uma assassina profissional que se disfarça e mata desde muito nova. Essa é Kate.

Uma coisa muito legal do filme, é que ele é desenfreado. Você não sente o tempo passando. Mary Elizabeth está soberba no papel, tanto na carga dramática de sua atuação (nas devidas proporções que o roteiro permite) quanto nas cenas de ação. E é aí, que Kate tem seu atrativo principal! Tiros, artes marciais, explosões, golpes mirabolantes, armas brancas, espadas, facas, perseguições automobilísticas. Tudo o que você pensar de clichê de ação, tem em Kate.

O Filme tem muitas, mas muitas cenas de ação, que ocorrem em algumas cidades do Japão. A coloração de roxo/pink com Neon dá um toque bem retrô/Cyberpunk à parada, mesmo este não sendo o background do filme. Além de tudo, a trilha sonora frenética, cheia de J-Rock empolga bastante e se mistura intensamente às cenas de ação do filme. Como eu citei, o filme não tenta inventar nada novo, mas faz o básico muito bem. Além de tudo que vimos, o filme é carregado de ironia por parte de alguns personagens, em especial da garotinha Ani, que é filha de um dos alvos assassinados por Kate, mas por ironia do destino, ela terá que se unir a assassina.

Kate
Pink/Roxo com Neon, carros e J-Rock. Uma mistura que funcionou

Apenas um adendo: O filme é sobre um monte de bandidos lutando entre si no final das contas. O filme faz questão de não romantizar isso, e eu achei isso uma ótima sacada e inclusive, tem a profundidade no tocante ao abandono paternal e o que isso pode causar a uma pessoa mal encaminhada/tutorada.

Kate vale a pena?

Vale, vale sim! Até porquê, o seu objetivo principal foi alcançado: Diversão! Kate é um filme divertido, intenso, que não tem a pretensão de ser mais do que é. É ação, artes marciais, violência, background básico e um roteiro fechado e simples. É o famoso filme feito pra te tirar da realidade cruel que vivemos por algumas horas. Houveram muitas pessoas criticando o filme com termos como “Girl Power” e que tem a famigerada “Lacração”. NÃO! O filme não tem nada disso. O Filme tem exatamente o conceito que expliquei: Uma história de uma assassina, que foi enganada, quer vingança e para isso, vai deixar tudo de pernas pro ar… Literalmente. Assistam Kate, vocês vão gostar! Mas, se você quer ver um filme “Explode-cabeças” ou um “Cidadâo Kane wanabe”, passe longe, o filme não é para você.

Nota do redator: 3,5/5

Léo Palmieri

Léo Palmieri

Pai, marido, nerd. Fã do Surfista Prateado e do Superman, juntou uma equipe de super-pessoas para trabalhar no projeto Crossover NERD com o intuito de divulgar o belíssimo mundo geek!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *