Injustiça: DCpção Entre Nós

Injustiça: DCpção Entre Nós

Injustiça, a nova animação da DC Comics/Warner que veio tentar adaptar a saga Injustiça: Deuses Entre Nós, finalmente chegou. Mas será que a animação faz jus à este extenso mundo alternativo? Leia abaixo, nosso review SEM SPOILERS do filme.

Entendendo o conceito de Injustiça…

Pois é caro leitor… A tão esperada animação de Injustiça chegou. Mas… temos vários detalhes negativos à cerca desta obra. Dirigido por Matt Peters e com roteiros de Ernie Altbacker, a animação está muito aquém do que se esperava e mais longe ainda, do que o universo de Injustiça pode oferecer.

Em primeiro lugar, é bom entendermos alguns pontos com relação à saga Injustiça: Deuses Entre Nós. Os quadrinhos foram feitos para dar suporte a um jogo de vídeo game. Porém, Tom Taylor e os outros roteiristas que trabalharam na obra, se certificaram de trabalhar todo o universo que esta história ocorre. Injustiça não é só sobre um Superman que ficou tirano. É sobre um luto que teve seu peso jogado em outras coisas como a própria humanidade. Gosto sempre de dizer que Injustiça, é o típico quadrinho dos anos 90, mas que foi publicado no milênio atual.

Em segundo lugar, o que move de fato os acontecimentos principais, são os jogos. O primeiro jogo se passa logo após o “Ano Cinco” dos quadrinhos de Injustiça. Após o primeiro jogo, temos que ler todas as seis edições referentes aos quadrinhos de Injustiça 2 para depois, contemplarmos a história do segundo jogo de Injustiça. Vale lembrar, que o final do segundo jogo de Injustiça 2 ficou em aberto e até o momento, não temos quadrinhos de Injustiça 3 ou anúncio de um novo jogo.

Ano Um do Quadrinho Injustiça: Deuses Entre Nós

E em terceiro lugar, Injustiça têm uma legião de fãs. Os jogos são de fato muito bons (tanto no seu modo história como no seu gameplay), mas os quadrinhos tem seus altos e baixos. Porém, é provavelmente uma das Elseworlds mais famosas da DC Comics e que faz um ótimo sucesso financeiro. Obviamente, uma hora ou outra a animação seria produzida.

E por último, mas não menos importante, é bom sempre lembrarmos que quadrinhos produzidos para fortalecer outras mídias ou produtos, geralmente não são “obras primas”. Injustiça é o tipo de quadrinho “massavéio” que diverte bastante e é cheio de fanservice, mas não é nem de longe o tipo de Elseworld do calibre de clássicos como Reino do Amanhã, por exemplo.

Ver isso anima né? Então… nem se empolgue

Tá… mas e animação?

Então caro leitor… A parada é tensa.

A animação tem uma duração ridícula de uma hora e dezoito minutos. Isso mesmo… menos de uma hora e meia pra desenvolver a gigantesca saga que é Injustiça: Deuses ente Nós.

Até onde havíamos visto nos trailers e deduzindo o óbvio, era esperado que esta animação adaptasse o ANO UM de Injustiça, já que além de tudo, é a publicação com mais detalhes e páginas. Mas, por algum motivo que não consegui entender até agora, eles pegaram uma das atuais “galinhas dos ovos de ouro” da DC/Warner, e jogaram de cara no abismo.

A animação de Injustiça começa semelhante aos acontecimentos do ANO UM dos quadrinhos, com os mesmos diálogos e tal. E aqui, eu gostaria de colocar um ponto: A Animação parece ser violenta, mas não é do tanto que os quadrinhos ou o jogo é. Toda vez que alguém vai ser morto na animação, a cena troca para uma parede ou objeto inanimado, e o sangue é jorrado ali. E só! Você não vê desmembramentos, gente sendo partida ao meio com visão de calor e nem sangue saindo da boca de alguém após um soco. Ou seja, pra quem gosta do “gore” de Injustiça, vai se decepcionar aqui.

Outro detalhe, é que morrem personagens importantes logo de cara na animação e do nada, nenhum integrante da Liga da Justiça, se lembra ou faz menção ao colega morto. Fora que ele morre de forma muito, mas muito tosca. Além disso, nenhuma morte que ocorre na animação tem peso como têm nos quadrinhos ou no jogo. Galera morre, e só isso e pronto. Nada precisa ser explicado. Aliás, tem mortes que acontecem no quadrinho de forma bem tosca e idiota (não vou citar quem morre, caso o leitor queira ler Injustiça) e na animação, conseguiram deixar essa morte bem mais tosca e idiota. Ou seja, deixaram todos os pontos bons que Injustiça tem de fora, e pegaram os piores para acentuar.

Injustiça
Nem a morte mais importante da história, têm impacto.

Outra coisa da animação, é que os famosos combates de Injustiça na animação, não são tão bons quanto esperávamos que fossem. Nos quadrinhos e obviamente no jogo, a pancadaria é o carro chefe. Aqui, nem as animações de combate foram tão satisfatórias. Geralmente, capricham no Batman lutando pelo menos, mas nem isso fizeram. Mais um ponto negativo. Fora, que personagens vem e vão sem parar na animação sem explicação alguma e isso, chega a ser irritante. Além disso, o fanservice em cima da Arlequina é desnecessário totalmente, pois fizeram um trabalho na personagem para depois, ignorar tudo isso no resto da animação. É terrível quando isso é feito em qualquer obra.

Agora, digo a vocês o pior ponto dessa animação. A pressa! Sim, a pressa. E não é só a pouca duração. O problema, é que até mais ou menos 40 minutos do filme, estávamos vendo uma “tentativa” de adaptação do ANO Um dos quadrinhos e de repente, do nada, começa uma correria com personagens que só aparecem em Injustiça 2. Isso mesmo, nos quadrinhos que se passariam após o primeiro jogo, ignorando tudo inclusive, com algumas ideias que aconteceram neste período das publicações. Foi literalmente o pior de tudo o que tinha acontecido até então. Além disso, a animação começa a fazer redenções a rodo até sua conclusão. Além de tudo isso, o trabalho do Superman se quebrando ponto a ponto, foi muito mal explorado e praticamente jogado no lixo, transformando o maior herói de todos os tempos, em um ser birrento. Isso sepultou de vez, uma série de animações no universo de Injustiça.

Superman full tirano no melhor modo “miojo” de roteiro

É triste dizer, mas ignoraram vários plots que acontecem e que fortalecem a história nas HQ´s e nos jogos.

Apesar de tudo isso, a animação de Injustiça vale a pena?

Aqui eu vejo em duas situações. Se você nunca teve contato com nada do universo de Injustiça, vale a pena assistir para conhecer, mas não espere um primor de animação. Você vai ver o básico do básico do universo e provavelmente, vai atrás de ler o que aconteceu corretamente para se desintoxicar e tentar salvar sua retina após a animação. Porém, se você é fã do universo de Injustiça nos quadrinhos e games, recomendo passar longe dessa animação para não se irritar. Eu sinceramente gosto do universo de Injustiça (sim, confesso que gosto de uma porradaria saudável de heróis) e realmente não gostei da animação. Eu já não esperava grande coisa, pois o universo tem muitos detalhes e de fato, ficaria difícil adaptar tudo certinho, mas eu estava na expectativa da história ser dividida em mais animações. A única conclusão que chego sobre a animação de Injustiça, é que ela é por muito pouco, mas por muito pouco mesmo, melhor que o lixo da animação de Batman: A Piada Mortal (que é tão ruim que eu não tive coragem de fazer um review na época). Infelizmente, Injustiça foi uma DCpção de animação.

Nota do Redator: 1,5/5.

Léo Palmieri

Léo Palmieri

Pai, marido, nerd. Fã do Surfista Prateado e do Superman, juntou uma equipe de super-pessoas para trabalhar no projeto Crossover NERD com o intuito de divulgar o belíssimo mundo geek!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *