Batman: O Longo Dia das Bruxas Parte 2 – Cadê o detetive?

Batman: O Longo Dia das Bruxas Parte 2 – Cadê o detetive?

Batman: O Longo Dia Das Bruxas Parte 2 já foi lançado trazendo a parte final da animação, tentando adaptar um dos mais famosos arcos do homem-morcego e provavelmente, sua maior história investigativa. Acompanhe abaixo nosso review SEM SPOILERS do longa.

E aí? Agora vai?

Batman: O Longo Dia Das Bruxas Parte 2 começa de forma bem desenfreada, comparada com sua primeira parte. Aliás, por ser um review SEM SPOILERS da segunda animação, recomendamos que assista a primeira antes de continuar lendo este review e se puder, leia a resenha que fizemos da primeira animação. Clique aqui para ler.

A animação mantém todos os seus aspectos técnicos da primeira parte, como a Caracterização Noir, a sonoplastia, a ótima trilha sonora e os traços do novo universo de animações que a DC começou em Superman: O Homem do Amanhã. Mas… Mais uma vez, é o roteiro teimoso e preguiçoso de Tim Sheridan que estraga tudo.

Batman: O Longo Dia Das Bruxas Parte 2
Tim Sheridan, o verdadeiro vilão de Batman: O Longo Dia das Bruxas

A primeira parte termina com apenas 4 dos assassinatos cometidos pelo vilão Feriado sendo investigados e, sendo um deles, a morte do filho de Carmine Falcone, Alberto. A animação pula pelo menos uns 4 assassinatos de “Feriado”, já nos colocando no ponto one a Hera Venenosa está a três meses, manipulando Bruce Wayne e Alfred na mansão Wayne (Sim, ela faz isso o tempo todo e nem suspeita de dar um rolê na mansão e descobrir que o Bruce é o Batman). Nesta situação, que é resolvida com a ajuda da Mulher-Gato, Bruce retorna à caça de Feriado junto a Gordon e Harvey Dent.

A partir daí, vemos a chegada da filha de Falcone, Sofia “A Gigante”, que liberta do Asilo Arkham os bandidos Espantalho e Chapeleiro Louco. Ambos os vilões foram soltos para começar uma série de roubos a banco e ao mesmo tempo, ajudar na guerra de gangues entre a família Falcone e Maroni. Vale destacar, que o novo traço se virou muito bem para vários personagens na animação, mas retirou todo o aspecto ameaçador que Sofia Falcone têm nas HQ’s.

Sofia Falcone, passou da assustadora “Gigante” para a “Fofa do papai” literalmente…

Outro detalhe, é que a animação mudou alguns aspectos e situações em alguns dos novos assassinatos cometidos por Feriado, como por exemplo, o de Luigi Maroni. Maroni morre em uma cena sentado em uma mesa conversando com seu filho, Sal Maroni. Nos quadrinhos, ele é assassinado em uma plantação de tomates após seu filho o deixar após a conversa, trazendo um outro conceito. Algumas destas mudanças, nos deram de cara várias soluções da investigação, fazendo com que soubéssemos (ou deduzíssemos) os fatos ANTES do Batman. A história de O Longo Dia Das Bruxas ficou famosa, pois nela nós investigamos tudo JUNTO com o Batman, e não antes ou depois dele.

A animação perde tempos preciosos com o melodrama entre Bruce e Selina Kyle novamente, adicionando um novo elemento inexistente nas HQ’s e para justificar totalmente, o envolvimento da personagem na investigação. Ela está na história original, mas com motivos totalmente diferentes. Aqui, existe um sentimentalismo extremamente forçado (e se você assistir, vai perceber que é só um bom motivo para não mantê-la como vilã neste novo universo compartilhado, já que nos quadrinhos ela está redimida), e todas estas situações, comeram muito tempo da animação.

Batman: O Longo Dia Das Bruxas Parte 2
Preparados para mais Bruce-Selyna?

Outros detalhes como o surgimento do Duas-Caras, ficaram muito aquém do esperado. A luta de Harvey Dent contra seu demônio interior, ocorre em poucos minutos, já denunciando muita coisa e quando ocorre, não dá nem de longe, o mesmo aspecto dó e surpresa da HQ. Aliás, nem mesmo da série animada de 1992, que também têm este acontecimento. A animação empregada ao Duas-Caras ficou ótima e o trabalho de dublagem ficou excelente para o personagem.

Esta segunda parte tem muito mais ação que a primeira e se você adivinhou que a porradaria tomou o tempo da investigação sobre o Feriado, VOCÊ ACERTOU COMPLETAMENTE! Entendam, eu gosto da pancadaria também, mas nesta história, o foco é a investigação. Nas HQ’s existem as cenas de ação e elas são pontuais e mesmo assim, não deixam de ser incríveis. A animação faz questão de mostrar o lado porradeiro do Batman e da Mulher-Gato de forma exacerbada. O pior de tudo, é que até o fim da animação, tudo nos dá impressão de que o Batman não percebe nada do que está acontecendo até os momentos finais. Por mais que seja legal ver o Batman quebrando a cabeça para resolver a situação, não é legal ver que ele nadou esse tanto para morrer na praia.

Batman: O Longo Dia Das Bruxas Parte 2
Sim… tem ação desenfreada e pancadaria…

A conclusão da trama, tem reviravoltas e detalhes bem diferentes dos quadrinhos mas… é um final. Querendo ou não, ele faz sentido para toda a trama que foi empregada. Isso é um ponto positivo, já que todas as mudanças feitas na animação, de fato explicam o final diferente das HQ’s. No meu entendimento, ou a Warner ou Tim Sheridan, fizeram questão de mudar por algum motivo egoísta, pois mesmo tendo um final condizente, o final da contraparte dos quadrinhos é melhor pelo conceito investigativo.

Por ser um review SEM SPOILERS (por mais que eu tenha explicado muita coisa, a animação tem muito conteúdo e acontecimentos), fico por aqui.

Esse visual do Duas-Caras ficou demais!

Batman: O Longo Dia Das Bruxas Parte 2 vale a pena?

No final, vale sim! Esse é o tipo de review que eu realmente fico com o pé atrás de fazer. Não por minha opinião da animação ou da HQ, mas tentando entender qual de fato, foi o público alvo da animação. Se levarmos em conta que a animação está começando um novo universo de filmes animados do Batman, e faz parte do mesmo universo das animações do Superman e da Sociedade da Justiça, ela é sim uma boa animação no que se propõe. Se levarmos em consideração que ela é uma adaptação da obra original e que manteria os aspectos principais dela (investigação, dúvidas), ela falha totalmente. Para quem gosta de curtir uma animação sossegado, Batman: O Longo Dia Das Bruxas Parte 2 faz o seu papel muito bem. Recomendo que a assistam! Querendo ou não, ela chama a atenção e faz você se distrair. Mesmo que… você já saiba o que está pegando desde a parte 1…

Outro detalhe importante (e muito triste, para este que vos escreve), é que este é o último trabalho da talentosíssima Naya Rivera, a Santana do Seriado Glee, onde ela dublou a Selina Kyle/Mulher-Gato.

A dublagem de Selyna Kyle/Mulher-Gato, foi o último trabalho da talentosa Naya Rivera, que morreu em 2020.

Nota do Redator – 3/5

E vocês? O que acharam da animação? Curtiram? Deixem nos comentários as suas impressões! Até mais!

Léo Palmieri

Léo Palmieri

Pai, marido, nerd. Fã do Surfista Prateado e do Superman, juntou uma equipe de super-pessoas para trabalhar no projeto Crossover NERD com o intuito de divulgar o belíssimo mundo geek!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.