fbpx

Anne de Green Gables – Muito melhor que a série!

Anne de Green Gables é uma saga literária escrita pro Lucy Maud Montgomery e publicada pela primeira vez em 1908. Muitas pessoas conheceram a a heroína ruiva através da série “Anne with an E” produzida pela Netflix, porém a grande parte não se aventurou a ler os romances que inspiraram a série. E hoje estou aqui para defender (e resenhar o primeiro livro) dessa saga que é a-p-a-i-x-o-n-a-n-t-e! Então, se você assistiu a série e se encantou, vem comigo que eu vou te contar porque vale a pena ler cada letrinha dessa obra.

Anne de Green Gables
Anne de Green Gables: O livro ou a série? Quem ganha a batalha pelo seu coração?

Três temporadas = 1 livro!

Sim meus amigos as três temporadas da série relatam apenas a história do primeiro livro da saga, que é composta por 13 volumes, dos quais 6 relatam exclusivamente a história de Anne ao longo de toda sua vida.

A princípio há muita similaridade da série com o romance de Lucy Maud Montgomery. Anne realmente teve uma infância triste, marcada pelo abandono e pela violência. Marilla não queria uma menina. E Matthew que era todo quieto se encanta logo de cara pelo mundo falante que a órfã lhe mostra. A personagem é afiada e intensa, dona de uma imaginação em que nem o céu é o limite.

Anne de Green Gables, onde as coisas começam a mudar?

A divergência na verdade começa pela carga dramática que a Netflix jogou sobre e história. Nos livros Anne é muito mais positiva e conquista à todos com sua irreverência. Não que as páginas dos livros sejam menos tocantes e emocionantes, mas você vai economizar nos lenços e ter mais dores abdominais de tanto rir. Se você ler o livro e depois assistir (ou rever) a série irá perceber que a produtora pesou um pouco a mão no dramalhão.

Outro ponto a levantar sobre a leitura é a construção maravilhosa que a autora faz dos personagens. Onde mostra o lado humano de cada um, em que ao decorrer da narrativa é possível conhecer todas as nuances, compreender e gostar de todos eles, até mesmo das velhas fofoqueiras. Essa percepção não é tão nítida na série.

Ah! As amizades… No livro Anne as conquista de forma natural, como uma flor que desabrocha, não há toda a rejeição que vemos na série. É um clima tão bom, tão gostoso, que você se sente parte da turma e relembra o conflito bobo meninas x meninos que vivemos na infância.

Para viajar até o Canadá sem passaporte…

Como último ponto de convite para que você devore essa história, quero te contar que se você achou os cenários da série lindos, então você vai ficar alucinado pela forma em que eles são descritos no livro! Sério, nunca li um livro em que me sentisse tão imersa em sua paisagens quanto esse. Mesmo que uma pessoa que tenha dificuldades em “montar o cenário” na mente tenho certeza que ela conseguirá visualizar o esplendor da ilha de Príncipe Eduardo durante a leitura. Nesse tempo de pandemia em que estamos impedidos de viajar fisicamente, esse enredo nos transporta à lugares de tirar o fôlego com detalhes que fazem brilhar a alma.

E ai, te convenci? Conta pra mim!

Caso queiram adquirir esta incrível saga, ela está com ótimo preço no site da Amazon. Clique aqui para comprar com desconto!

Em breve escreverei sobre a continuação dessa saga que é a minha preferida.

Dri Lulho

Dri Lulho

Professora de pequeninos, leitora voraz, jogadora de RPG, viciada em Stardew Valley e doida por cachorros. NERD desde sempre, buscando compartilhar conhecimento.

%d blogueiros gostam disto: